domingo, 31 de agosto de 2008

Benfica vs. Porto


Benfica 1 - Porto 1

Passado algumas horas e reflectindo um pouco sobre o jogo, começarei por dizer que este não era o resultado que desejava. Desde que Rui Costa pegou na batuta da direcção desportiva do Benfica, a equipa tem ganhando qualidade indiscutível. A qualidade de liderança que ele demonstrava dentro do campo, tem na demonstrado agora no seu novo desafio como director desportivo. Graças a ele o Benfica neste momento tem no seu plantel um lote jogadores de renome internacional que em nem se sonhavam poder vir a jogar em Portugal. Como tal não esperava mais nada a não ser que uma vitória em casa.



Cedo percebeu-se que tacticamente o Benfica estava bem com C.Martins a liderar o jogo Benfiquista. Até ao erro infantil de Katsouranis, (que na minha opinião está a fazer por merecer um lugar de destaque no banco) o Porto passava maior parte do tempo a correr atrás da bola do que com ela. Mas volvidos 11 minutos o arbitro (sem nada a assinalar) apontou para a marca de 11 metros. Grande penalidade justa que Lucho cobrou abrindo assim o marcador. O Benfica como já na jornada anterior via-se numa posição de desvantagem mas ao contrário a anos anteriores e ao que se suceda semana passada a equipa comandada por Quique Flores demonstrou carácter e foi a luta e passado só alguns minutos o Benfica expôs de duas grandes oportunidades cortadas em cima da linha. A partir daí viu-se mais do mesmo, o Benfica a procurar o golo do empate e o Porto a tentar fazer do contra-ataque a sua principal arma. Na segunda parte e sem alterações o Benfica continuo a procura do empate que acabaria por surgir graças a uma infantilidade de Helton. O placar assinalava então 1-1.
Mas já como no início da partida em que Katsouranis decidiu aumentar o grau de dificuldade da partida com o penalti, passado uns minutos ao empate ele tem uma entrada bruta no meio campo que lhe vale o segundo amarelo. A partir daí pouco mais se viu de bom futebol. O Porto desesperadamente tenta chegar a vitória e o Benfica agarra-se ao empate que devido as circunstâncias se torna positivo. Lisandro ainda teve a vitória no pé após iniciativa de Freddy Guarín, mas faltou-lhe a frieza.
Empate merecido, ambos lutaram com as suas forças. Como em todos os clássicos houve polémicas mas desta vez nenhuma delas remetem para os juízes.

Viva ao Benfica


4 comentários:

fabio disse...

Pois é assim a vida tambem podia ser pior como melhor meu caro...
mas ha de correr melhor na segunda volta =)
com o sporting vai correr melhor agora é como o outro disse e bem nao é questao de tacticas nem nada é o valor deles mesmo como o lucho e lisandro etc....
quando menos esperarmos vamos tar em 1º e a ganhar o campeonato :P

VIVA O SLB

EroJony disse...

Gostei do que vi! O Benfica aguentou bem a pressão no final e acho que se o Katso ficasse em campo, poderíamos ter ganho... mas é assim o futebol :)
Que venha o próximo!

Força SLB!!!

PaMc disse...

Sou benfiquista e gostei do Benfica.
Como o erojony diz e muito bem, o benfica aguentou bem a pressão final.

Se o katso não fosse expulso poderíamos continuar atacar a baliza do dragao e talvez marcar mais um golo.

Tou contente com o SLB e tou a prever um futuro próximo muito bom =)

Cassiano disse...

Em termos exibicionais se excluirmos o Katsouranis aos 14 que jogaram de camisola encarnada, acho que o Benfica fez um bom jogo, que até ao minuto 60 merecia a vitória. Mas como o grego esteve lá, dadas as circunstâncias acaba por ser um mal menor.

O que não compreendo é o porquê de tantos problemas físicos da equipa. É que o preparador físico vem rotulado como sendo dos melhores da europa... será que foi do treino matinal? Será que foi má gestão de esforço durante o jogo? Seja o que for muito trabalho vai ter o Ayestaran pela frente.

Quanto ao teu blog gostei. Deixa-me só dar-te uma sugestão, mete os textos como justificado, acho que fica melhor!
Abraço
Karpuc